O Instituto Abolicionista Animal (IAA)

 

O Instituto Abolicionista Animal – IAA – foi fundado em 2006 pelos promotores de justiça Heron José de Santana Gordilho, Luciano Rocha Santana e Laerte Levai, com a finalidade de contribuir, por meio da educação, da conscientização e da capacitação em todos os níveis, para a abolição da exploração institucionalizada dos animais, em todas as suas formas: industrial, laboral, científica, cultural e comercial.

 

A ideia da criação do IAA surgiu depois que, em 2005, os promotores de Justiça Heron Gordilho, Luciano Santana  e outros, requereram um Habeas Corpus para a chimpanzé Suíça, aprisionada no zoológico de Salvador, BA.

 

Embora a medida não resultasse na libertação de Suíça, as ações engajaram o mundo jurídico ao movimento “Projeto Grandes Primatas” (“The great ape project”), iniciado por Peter Singer e Paola Cavalieri, que pretende estender aos grandes macacos os direitos humanos.

 

O IAA já organizou cinco congressos nacionais e já está na sexta edição do congresso mundial, sempre defendendo valores como direitos, pacifismo, laicidade, veganismo e antiespecismo.

 

Ele também edita a Revista Brasileira de Direito Animal – RBDA – em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

 

É uma instituição de referência na produção e difusão de conhecimento,  com atuação nos campos filosófico, científico, jurídico, político e educacional em âmbito internacional.

 

EDNA CARDOZO DIAS

Presidente do IAA.

http://www.abolicionismoanimal.org.br/